Cultural - MidiaV7 Interactive - BLOG
Quinta, 10 Julho 2014 13:24

Marcas ‘somem’ após Brasil ser humilhado por alemães na Copa do Mundo

Escrito por

A humilhação imposta pela Alemanha sobre o Brasil na semifinal da Copa fez com que as marcas adotassem em boa parte o silêncio em sua comunicação.

Poucas foram as empresas que decidiram criar alguma mensagem para a seleção após os 7 a 1 impostos pelos alemães, quase nenhuma delas com relação 
de patrocínio ao time nacional.

A única a lançar mão do humor foi a Garoto, que durante e toda a Copa brincou 
com o conceito “Chocolate Neles”. No perfil da marca no Facebook, ainda no intervalo quando o placar marcava 5 a 0 Alemanha, a empresa escreveu: “Ai, que chocolate indigesto. Odeio chocolate alemão (com todo respeito)”.

Outras, como a Wiseup, a Visa e a Gatorade adotaram palavras de incentivo ao país. A fabricante de isotônicos lembrou que “amanhã tem treino”, já que a 
equipe ainda disputa o terceiro lugar no próximo sábado.

A Brahma, por sua vez, retirou a foto do perfil da marca no Facebook que dizia “Vai ter Festa” e colocou uma só com produtos da marca, em posicionamento completamente distinto ao pré-Copa, quando foi uma das poucas a incentivar o torneio.

Na TV, o humor das marcas também foi bem mais ameno. Itaú e Brahma não usaram as propagandas ligadas à seleção brasileira, enquanto Hyundai, Coca-Cola, Johnson & Johnson e Oi mantiveram o mesmo anúncio relacionado ao Mundial, sem maiores referências ao Brasil. A Hyundai manteve o conceitode “hexagarantia”, que dá seis anos de garantia a quem comprar um carro até o fim da Copa.

O silêncio das marcas, pelo menos, não foi sufocado pelas gafes. Entre manter a campanha ufanista no ar ou tirá-la pós-jogo, preferiu-se a segunda opção.

Segunda, 26 Maio 2014 17:21

A mentira é um prato que se come com pernas curtas... kkkkkk

Escrito por
Segunda, 19 Maio 2014 11:29

Descubra para quem seu celular envia dados com este aplicativo

Escrito por

O seu smartphone provavelmente está em constante envio de dados para diversos terminais. Entretanto, não há nenhum lugar em dispositivos Android em que é possível encontrar exatamente quais são estes terminais, onde eles estão localizados e se as informações são enviadas de maneira segura. Para isso, porém, existe o aplicativo ViaProtect.

O app traz três tipos diferentes de monitoramento. O primeiro, chamado Organizations, mostra para quais empresas seus dados estão sendo enviados. O segundo (Countries) apresenta os países para os quais as informações que estão no seu dispositivo são. Por último, no Encrypted Traffic, ele monitora e mostra que parte dos seus dados são cripografados e qual parte está sendo enviada sem este tipo de segurança. Em todos, são apresentados gráficos com porcentagens para ilustrar o envio das informações.

Além destas três formas de monitoramento, o viaProtect também tem uma seção que apresenta quais sensores estão ativos no seu dispositivo e qual a periodicidade que eles funcionam. Além disso, o aplicativo faz um diagnóstico mais geral, mostrando qual o perfil de risco que a troca de dados do seu dispositivo lhe traz: baixo, médio ou alto.

Um problema do viaProtect é que ele monitora em tempo real e, portanto, precisa ficar ligado em segundo plano para funcionar. Entretanto, se você quer apenas uma análise pontual, dá para fazer um monitoramento rápido e depois desligar o app.

Embora seja importante saber para onde os seus dados estão indo, o resultado acaba sendo meio óbvio, pelo menos em nossos testes. A empresa que mais recebe nossos dados é o (pasmem!) Google. E o país para o qual a maior parte (97%) dos dados vai é os Estados Unidos. Em relação à segurança da informação, a notícia não é muito animadora: apenas 68% dos nossos dados são criptografados.

Terça, 06 Maio 2014 18:41

Petistas acusam Globo de promover PSDB em logo de novela

Escrito por

Internautas simpatizantes do Partido dos Trabalhadores utilizaram as redes sociais para reclamar sobre uma suposta mensagem subliminar escondida no logo da novela das sete da TV Globo. A trama, intitulada G3R4Ç4O BR4S1L, guardaria em seu título os números "40" e "45", revelando assim um suposto apoio da emissora carioca aos partidos PSB (Partido Socialista Brasileiro) e PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira).

De acordo com o site Notícias da TV, a Globo negou tais acusações. "A novela trata de tecnologia e a grafia do nome da novela é inspirada no alfabeto 'Leet', ou 'L33t', uma espécie de linguagem codificada dos hackers", disse em nota.

O veículo ouviu o especialista em marketing político, Chico Santa Rosa, que afirmou que os protestos podem ser um tiro no pé dos petistas. "Eles vão acabar promovendo o PSDB. Todo mundo vai começar a ver ali o 45".

Conforme lembra o NTV, esta não é a primeira vez que a Globo é acusada de promover o PSDB em ano eleitoral. Quando completou 45 anos, a emissora tentou comemorar a data. O problema é que era ano eleitoral (2010) e os protestos fizeram a rede tirar a campanha do ar.

Relembre:

Vídeo relacionado

Segunda, 28 Abril 2014 20:59

#FATO

Escrito por
Quarta, 23 Abril 2014 12:36

Desenhos realistas de Michel Peck

Escrito por

Seus desenhos se concentra especialmente sobre os efeitos dentro de grupos minoritários e indivíduos existentes na orla que são desafiados para assimilar dentro da comunidade maior. O lugar do indivíduo dentro de uma sociedade pluralista, onde uma mudança constante de valores e crenças deixa uma grande incerteza de pertença. Veja mais aqui 

Vídeo relacionado